quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Claro TV exibe filme de sexo explícito no Canal Disney

Paula de Toledo Piza levou um susto na manhã desta quinta-feira ao flagrar seus dois filhos, uma menina de 8 anos e um garoto de 4, vendo um filme de sexo explícito na televisão. Ao ser expulsa da sala, a menina ainda falou: “Não fiz nada”.

De fato, ela não fez absolutamente nada. Nem ela nem os demais assinantes da Claro TV que assistiam à programação do Canal Disney naquele momento, por volta das 9h30. Por razões ainda não esclarecidas, imagens de um canal adulto entraram no lugar da programação infantil. No horário, o canal costuma exibir as aventuras dos irmãos “Phineas e Ferb” (imagem).

Paula e seu marido, o analista de sistema Carlos Sabino Villalba, estão revoltados. “Assinamos o Pacote Família. Por isso, deixo as crianças na frente da TV sem preocupação”. Villalba registrou um B.O. (boletim de ocorrência) e diz que vai cancelar a sua assinatura.

Procurada pelo blog, a empresa reconhece o problema, mas diz: “Na manhã de hoje detectamos que dois de nossos canais transmitidos tiveram a sua programação trocada. A questão foi diagnosticada prontamente por nossos técnicos e a correção foi feita em 8 segundos. Nossa equipe está agora analisando a origem da alteração indevida de canais, que nunca aconteceu antes em nossa programação. Todas as hipóteses estão sendo analisadas. O sinal trocado foi enviado para menos de 800 clientes.”

Texto:
Fonte: UOL Entretenimento

Famílias do Serviço de Vínculo conhecem passeio da Jardineira, em Guaíba

As famílias que participam do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), dos bairros Nova Guaíba, Cohab, Santa Rita e Ipê e, também, das atividades de cultura e lazer, tiveram a oportunidade de realizar o passeio da Jardineira que passa pelos principais pontos turísticos de Guaíba. A atividade, ocorrida nos dias 25, 29 e 30 de janeiro, foi proporcionada em razão da parceria realizada entre a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Assistência Social, e a Jardineira Guaíba, Expresso Rio Guaíba e Viação Alegria.

- As famílias que participaram ficaram encantadas com o passeio e a história da nossa cidade narrada pela guia Janaína Bach - relatou a secretária da Assistência Social, Luciana Kubiaki. Após o passeio, as famílias seguiram para o Parque da Juventude, onde participaram de um piquenique e aproveitaram o dia de sol com os seus filhos nos brinquedos da praça.

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), desenvolvido pela Secretaria Municipal de Assistência Social, utiliza como ferramenta principal o brincar, que possibilita uma comunicação além da fala que ainda está em processo de desenvolvimento pelas crianças de até seis anos. - A ação do brincar cria um ambiente no qual é possível pais e filhos interagirem e se conhecerem melhor, aprimorando o carinho e o respeito entre eles - destacou a secretária.

A equipe técnica de referências informa que o serviço oferecido tem como um dos seus objetivos favorecer o desenvolvimento de atividades de integração, propiciando trocas de experiências e vivências, fortalecendo o respeito, a solidariedade e os vínculos familiares e comunitários. 

- Esta nova Gestão (2013/2016) continuará desenvolvendo atividades para atender os usuários da política de assistência social como determina a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais e não mediremos esforços para atingir as metas traçadas na defesa dos direitos dos cidadãos de Guaíba”, conclui Luciana Kubiaki.



Monitoramento do Arroio Passo Fundo


Projeto e orçamento definitivos devem sair em um mês

O Projeto de Monitoramento do Arroio Passo Fundo voltou à pauta essa semana. Representantes da Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA), da Secretaria do Meio Ambiente (SMAMA), do Legislativo Municipal, da CORSAN e da iniciativa privada reuniram-se na Sala de Reuniões da SMAMA para dar início às atividades do Grupo de Trabalho.

No encontro, o engenheiro ambiental da AMA, Eduardo Quadros, detalhou as etapas e os conceitos do plano de monitoramento. Os parâmetros para a análise, a frequência e os pontos das coletas a serem realizadas durante o ano de 2013 foram apresentados e debatidos pelos presentes.

- A proposta técnica foi apresentada e parece que foi bem recebida por todos. Agora teremos um intervalo de um mês para que eles analisem o material – observou Eduardo.

O Grupo de Trabalho deve se reunir novamente no dia 19 de março. Nesse encontro, o programa definitivo, os custos do projeto que será implementado pela AMA e pela UFRGS e a participação das empresas para financiar o plano devem ser definidos.

O Projeto de Monitoramento do Arroio Passo Fundo é coordenado pela AMA, com o apoio da Prefeitura Municipal, da UFRGS, da iniciativa privada, além da supervisão do Ministério Público de Guaíba.


Fonte: Prefeitura Municipal de Guaíba

Força-tarefa promove limpeza nas Praias da Alegria e Florida, em Guaíba

Uma força-tarefa, coordenada pela Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente (SMAMA), promoveu, na última semana, uma limpeza geral nas Praias da Alegria e Florida, em Guaíba. Além do recolhimento de lixo, foi realizada a capina e a roçada com o recolhimento de entulhos, galhos, folhas e da vegetação cortada. Há um mês respondendo pela pasta, a secretária Cláudia Jardim explicou que, antes de tomar qualquer iniciativa, solicitou um relatório técnico para verificar as condições existentes dos locais e traçar um plano de ação, a fim de otimizar tempo, o trabalho das equipes e recursos financeiros.

“Para este verão, nosso próximo passo será deixar esses locais em condições de uso para que as pessoas possam usufruir. Porém, a médio prazo vamos trabalhar em um projeto de revitalização, que prevê uma reforma geral nos banheiros, colocação de churrasqueiras e mesas, entre outros”, disse Cláudia.

Já foram colocadas mais lixeiras próximas às praias e bancos de descanso e sendo consertados os já existentes, assim como os brinquedos (balanços, escorregador, gangorra, etc) instalados nas praças de lazer das duas praias. Também estão sendo provindenciados reparos nos banheiros, através de limpeza, pintura e troca ou colocação de pias, vasos sanitários e chuveiros.

O recolhimento do lixo doméstico é feito três vezes na semana nas praias e uma nova limpeza maior ocorrerá de acordo com a demanda. A secretária destaca, porém, que é necessário o apoio da população para a manutenção da limpeza e uso racional e consciente das áreas públicas. Ao visitar o local, constatamos uma grande quantidade de animais mortos enterrados na areia, sacrificados para práticas de trabalhos espirituais. “Tem vezes que estamos recém terminando a limpeza de uma rua e o começo dela já está cheia de entulhos e lixos jogados novamente”, relatou um técnico da SMAMA.

Em razão desses problemas relatados, Cláudia afirma que a meta é trabalhar em um plano de conscientização da população. “Para manter esses locais limpos e com os equipamentos preservados, além do trabalho de manutenção da prefeitura, é preciso a concientização da população pois são áreas públicas, utilizadas por todos e, portanto, cada um tem a sua parcela de responsabilidade”. A secretária acrescenta ainda que há muitas ações para serem feitas visando a deixar a cidade mais limpa e mais florida.



Feira do Peixe ocorrerá em dois locais simultaneamente, em Guaíba

A Feira do Peixe de Guaíba deste ano promete bastante novidades. Além do evento tradicional realizado no centro da cidade (Rua Serafim Silva), programado para ocorrer entre os dias 26 e 29 de março, haverá outra feira simultânea no bairro Cohab/Santa Rita. “Escolhemos esse bairro por ser um dos mais populosos e porque muitas pessoas que moram ali ou nas imediações não têm condições de vir prestigiar a feira do centro”, disse a secretária municipal da Agricultura e Meio Ambiente, Cláudia Jardim.

Conforme ela, nessa quarta-feira, 30 de janeiro, foi realizada uma primeira reunião na Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente (SMAMA) para organizar a feira na Cohab/Santa Rita. “As pessoas estão bastante empolgadas. Os expositores seão pescadores do próprio bairro. Temos certeza que será um belo evento”, disse. Além da SMAMA, participaram do encontro os técnicos da Emater, da Secretaria de Cultura e Turismo, comerciantes que terão bancas na Praça de Alimentaçao, produtores e pescadores. 

A Feira do Peixe na Cohab/Santa Rita será realizada na Praça, ao lado do Sicredi e inicia às 10h do dia 27 de março se estendendo até às 22h. Às 14h haverá a cerimônia de abertura oficial. No dia 28 de março, o funcionamento é das 8h às 22h e no dia 29, das 8h às 12h. Serão quatro expositores comercializando peixes, e um expositor com peixe vivo, três bancas de alimentação comercializando bolinhos de peixe de açude e de peixe do mar, peixe frito, pasteis e espetinho de peixe e peixe na taquara. Também estão programadas apresentações artísticas e culturais.

Segundo a secretária, a programação da feira da área central ainda está sendo formatada. “Podemos antecipar que, além dos expositores e praça típica de alimentação, haverá também apresentações artísiticas e exposição de artesanato. O Bric da beira também poderá se unir ao evento no domingo”, anuncia.
De acordo com a secretária da SMAMA, assim que a programação estiver definida, será amplamente divulgada.



Reunião esclarece sobre novo itinerário dos ônibus na Zona Sul, em Guaíba

A partir do dia 19 de fevereiro, a rota do transporte coletivo guaibense sofrerá alterações, em trechos da Zona Sul da cidade, tendo em vista às obras de expansão da Celulose Riograndense. “As mudanças são definitivas e respeitam a nova malha viária da Zona Sul”, explicou o secretário da Mobilidade Urbana, José Dahmer. 

O assunto foi tratado na manhã dessa quarta-feira, 30 de janeiro, no auditório da Prefeitura Municipal, com representantes da Secretaria da Mobilidade Urbana, Diretoria de Transportes, Amigos do Meio Ambiente (AMA) e da CPMC. “Esse encontro é extremamente importante e necessário para explicar e debater com as empresas de transporte coletivo que atuam no município e associação dos taxistas as novas rotas dos ônibus”. 

Foram distribuídos mapas com as novas mudanças para os motoristas e para serem entregues também à população. Nesta quinta-feira, às 15h, ocorrerá outro encontro no auditório da Prefeitura para aqueles motoristas e representantes que não puderam comparecer hoje. Estavam presentes o Consórcio STG, Expresso Rio Guaíba e Associação dos Taxistas. Amanhã são esperados a Viação Alegria e Salinas.



Nota Oficial Bar Opinião

O Bar Opinião, através de sua assessoria de imprensa, divulgou a seguinte mensagem:

OPINIÃO NÃO FUNCIONA COM UMA LIMINAR NA JUSTIÇA

O Opinião informa que, ao contrário da notícia publicada hoje pelo jornal Zero Hora e pela Rádio Gaúcha, não funciona com uma liminar na Justiça. O que ainda tramita é uma sentença de primeiro grau – favorável ao Opinião – referente a uma obra de expansão dos banheiros da casa, de 1998. Na época, uma mudança no plano diretor de Porto Alegre foi o motivo do impasse. Hoje não há nenhuma pendência que possa afetar o normal funcionamento da casa.

Com todas as normas e exigências da prefeitura e do plano diretor atendidas, o Opinião aguarda agora que o seu pedido de habite-se seja concedido. O Opinião reitera também que possui alvará e toda a sua documentação regularizada junto aos órgãos responsáveis. O plano de proteção contra incêndios e as demais questões relacionadas à segurança da casa e do público também estão em dia. Nas próximas horas o nosso departamento jurídico irá dispor uma nota completa e detalhada sobre o caso.

Atenciosamente,

Opinião Produtora - Assessoria de Imprensa
imprensa@opiniao.com.br

Prefeitura divulga a lista com situação de casas noturnas, em Porto Alegre

A Prefeitura de Porto Alegre divulga a lista de casas noturnas da cidade e a situação de cada uma quanto a regularização municipal. A lista compreende 46 estabelecimentos regularizados, 24 em processo de regularização e seis sob judice. Todos esses estabelecimentos serão vistoriados pela força-tarefa da prefeitura. Confira a lista:
Fonte: Prefeitura Municipal de Porto Alegre
Edição de: Gilmar Martins
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

MP e Polícia Federal vão rastrear comentários ofensivos na internet sobre incêndio em boate

O Ministério Público Estadual em Santa Maria vai encaminhar à Polícia Federal nesta quarta-feira um expediente, solicitando a investigação de comentários maldosos e piadas de mau gosto, que circulam em redes sociais da internet envolvendo a tragédia que matou 235 pessoas em Santa Maria.

Conforme o promotor de Justiça da área criminal do MP de Santa Maria, Joel Oliveira Dutra, que já fez um contato prévio com a PF da cidade, o objetivo será fazer varreduras nas redes sociais para identificar, localizar e, quando for identificado comentário de deboche ou ofensa a respeito do incêndio e suas vítimas, responsabilizar os autores.

— O povo brasileiro é solidário, mas estamos verificando a existência de piadas e mensagens ofensivas que não podemos aceitar. São coisas revoltantes — afirma o promotor.

Joel Oliveira Dutra afirma ainda que esse tipo de ocorrência deveria levar a uma reflexão sobre a lei, envolvendo abusos nas redes sociais:

— É importante avaliar, também, mudanças na lei para deixar mais fácil o enquadramento e a punição de quem faz esse tipo de coisa.


Fonte: Zero Hora

Enquanto isso, chegando em casa...


Prefeitura divulga casas que funcionam por meio de liminar em Porto Alegre

Força-tarefa intensificará fiscalização de todos os estabelecimentos de entretenimento noturno

Prefeitura divulga casas que funcionam por meio de liminar em Porto Alegre
Crédito: Ricardo Giusti / PMPA / CP
 
A prefeitura divulgou na tarde desta quarta-feira as seis casas noturnas que funcionam por meio de liminar em Porto Alegre: Cabaret Voltaire, Café Quintino, Cabo Horn / Divina Comédia, Opinião, Strike 410 e Stuttgart. O Opinião, no entanto, divulgou nota negando "qualquer pendência que possa afetar o normal funcionamento da casa" e afirmando "o que ainda tramita (na Justiça) é uma sentença de primeiro grau – favorável ao Opinião – referente a uma obra de expansão dos banheiros da casa, de 1998". A casa afirmou que na época, uma mudança no plano diretor de Porto Alegre foi o motivo do impasse e que aguarda apenas a concessão do pedido de habite-se.

"O Opinião reitera também que possui alvará e toda a sua documentação regularizada junto aos órgãos responsáveis. O plano de proteção contra incêndios e as demais questões relacionadas à segurança da casa e do público também estão em dia. Nas próximas horas o nosso departamento jurídico irá dispor uma nota completa e detalhada sobre o caso", acrescenta a nota oficial.

Ações de curto e médio prazo foram o assunto da reunião convocada nesta quarta-feira pelo prefeito José Fortunati. Uma equipe com titulares e técnicos da Procuradoria-Geral do Município, as secretarias municipais da Produção, Indústria e Comércio, do Urbanismo e do Meio Ambiente, junto com o Corpo de Bombeiros, vão analisar as normas de segurança e de funcionamento exigidas de bares, boates e casas noturnas e devem propor as mudanças necessárias para aperfeiçoar a legislação. “Nós já temos um trabalho intenso de fiscalização. As casas noturnas de Porto Alegre que possuem alvará atendem às exigências da Lei. Porém, se existirem pontos da legislação que podem ser aperfeiçoados nós vamos fazer isso”, disse Fortunati.

Entre as ações de curto prazo está a criação de uma força-tarefa para intensificar a fiscalização de todos os estabelecimentos de entretenimento noturno. O grupo iniciou as operações nessa terça-feira. Os fiscais estão verificando saídas de emergência e sinalização indicativa e luminosa dessas saídas, obstáculos às saídas de emergência, extintores de incêndio (nível de carga e validade), alteração de projetos dos imóveis e reformas, alarme acústico de emergência, comprovante de treinamento dos funcionários da casa.

Material pirotécnico será apreendido conforme legislação que proíbe o uso desses artefatos em ambientes fechados. “Nós não queremos inviabilizar qualquer atividade econômica. Mas a segurança das pessoas está em primeiro lugar. Se tivermos que interditar, nós vamos interditar, como já foi feito com estabelecimentos irregulares na cidade”, declarou o prefeito.

Durante as ações, as equipes da prefeitura também farão um trabalho de orientação dos empresários. Eles receberão recomendações como afixar, na entrada dos estabelecimentos, uma placa ou cartaz com a capacidade máxima do ambiente e informar verbalmente os frequentadores sobre as saídas de emergência e procedimentos de segurança. Participaram da reunião os secretários municipais da Indústria e Comércio, Humberto Goulart, de Urmanismo, Cristiano Tatsch, do Meio Ambiente, Luiz Fernando Záchia, o procurador do município, Marcelo do Canto, o supervisor de edificação e controle, Raul Petersen, e o Major do Corpo de Bombeiros, Paulo Henrique Monteiro de Oliveira.
 
 
Fonte: Correio do Povo 
 

 

Casa noturna é interditada na avenida Independência, na Capital

Para a Prefeitura, Cabaret oferece risco de incêndio em função de fiação exposta e uso de lã e espuma no isolamento acústico

A Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio (Smic) interditou, na noite dessa quarta-feira, a casa noturna Cabaret, localizada na avenida Independência. De acordo com o titular da Pasta, Humberto Goulart, o principal motivo da medida é o risco de acidente com fogo, já que os fiscais verificaram o emprego de placas de fibra, lã e espuma na vedação acústica e fios desencapados. O secretário também criticou o pé direito baixo do andar térreo, uma porta estreita de saída, aos fundos, caixas de cerveja depositadas em meio ao passeio e o que considerou "higiene zero" no local. Até a 1h, o proprietário da casa ainda não podia se pronunciar sobre a interdição porque os fiscais permaneciam no local.

Mais cedo, a fiscalização passou pelo bar Opinião, no bairro Cidade Baixa. Goulart disse ter saído "supreso positivamente" do lugar. "Há problemas estruturais, com a Smov (Secretaria Municipal de Obras e Viação), mas todas as defesas de incêndio são regulares e o risco de fogo é baixo".

A Smic também tentou fiscalizar o Café Moinhos (que já se chamou Café do Prado e Café Quintino), mas encontrou o local fechado, no bairro Moinhos de Vento. De acordo com a Prefeitura, o estabelecimento é um dos cinco da cidade que funciona sob júdice, depois de ter obtido liminar judicial. O ex-secretário da Smic, Omar Ferri Júnior revelou, no Twitter, durante a tarde, que o Café tinha alvará para restaurante e foi interditado pelo fato de funcionar como danceteria, mas conseguiu, via judicial, reverter a decisão. Os proprietários foram procurados pela reportagem, sem sucesso.

Perto da 1h, os fiscais da Smic entraram no Porão do Beco, também na avenida Independência, o último estabelecimento previsto para ser fiscalizado durante a noite. A força-tarefa intensificou a fiscalização das casas noturnas da Capital em função da tragédia ocorrida no domingo passado, quando um incêndio matou pelo menos 235 na boate Kiss, em Santa Maria.

O grupo iniciou as operações nessa terça-feira, com as vistorias do Nega Frida, na Cidade Baixa, e do Casa Blanka, no Centro. Os fiscais fazem a verificação de saídas de emergência e sinalização indicativa e luminosa dessas saídas, obstáculos às saídas de emergência, extintores de incêndio (nível de carga e validade), alteração de projetos dos imóveis e reformas, alarme acústico de emergência, comprovante de treinamento dos funcionários da casa. 



Fonte: Rádio Guaíba

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Em avalanche, proteção cede e torcedores do Grêmio caem no fosso da Arena

Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS
 
Dezenas de torcedores do Grêmio que comemoravam o gol marcado por Elano contra a LDU, aos 17 minutos do segundo tempo, na Arena, pela primeira fase da Libertadores, caíram no fosso depois que a pressão causada pela avalanche fizesse com que a grade de proteção se rompesse.

O incidente ocorreu no setor destinado às torcidas organizadas do Grêmio. Os torcedores — ainda não há um número exato — foram prontamente atendidos pela equipe de pronto socorro e pela polícia.

Pelo menos duas torcedoras, mulheres, e um torcedor do sexo masculino foram retirados do novo estádio gremista em ambulâncias, possivelmente a caminho do Hospital de Pronto Socorro. Ainda não se tem informações sobre a gravidade das lesões. Outros torcedores se feriram e foram assistidos entre o campo e a arquibancada.

Aguarde mais informações
 
Fonte: Clic RBS

Fortunati diz que há seis grandes boates que oferecem risco de segurança em Porto Alegre

No programa da TVCOM 20 Horas o prefeito de Porto Alegre José Fortunati afirmou que existem seis grandes casas noturnas funcionando na capital gaúcha com liminar da Justiça e oferecendo risco de segurança aos frequentadores. Questionado pelo apresentador sobre quais eram as casas, disse que não podia dizer o nome para “não causar pânico”.

Na segunda-feira (28), Fortunati se reuniu com a presidente Dilma Rousseff em Brasília, no Palácio do Planalto, para tratar sobre a tragédia. No encontro o prefeito afirmou que fará uma fiscalização mais intensa nas casas noturnas de Porto Alegre, o que segundo ele, já vinha sendo feito no município.

“Nós já vínhamos fazendo isso. No ano passado, fechamos mais de 30 casas por meio de processos e avisos. Tivemos muitos protestos de frequentadores na época, mas acho que hoje as pessoas estão compreendendo melhor e que medidas duras, às vezes, devem ser tomadas para não colocar em risco a vida das pessoas. O que vamos começar a partir de hoje é uma fiscalização mais intensa”, explicou.

A operação promovida pela Smic, chamada Operação Sossego, porém, não mencionava entre seus objetivos averiguar sistemas anti-incêndio, mas tinha como principal finalidade “verificar as condições de funcionamento dos comércios, potencial de perturbação do sossego público, uso de música, presença de menores de 18 anos, horário estipulado nos alvarás expedidos pela prefeitura, condições de higiene e proibição do comércio de bebidas alcoólicas em vias públicas”.


Com informações da Zero Hora e G1
Fonte: Sul21 

Curte rock? Banda Kiss completa 40 anos hoje


Hoje é o "Dia da Saudade"


terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Paquistão boicota filme "A Hora mais Escura" e séries americanas

Longa conta a história da caçada de 10 anos da CIA em busca de Osama bin Laden

Longa conta a história da caçada de 10 anos da CIA em busca de Osama bin Laden
Crédito: Divulgação / CP
 
Distribuidores de cinema e redes de televisão paquistaneses estão boicotando um filme indicado ao Oscar sobre a caçada a Osama bin Laden e populares séries americanas para evitar ofender o público ou provocar uma reação violenta de seus cidadãos. O Paquistão pode ter um papel de destaque em "A Hora Mais Escura", de Kathryn Bigelow, que conta a história da caçada de 10 anos da CIA em busca do idealizador dos atentados de 9 de setembro de 2011, mas cinemas locais estão se mantendo distantes de um filme que, segundo eles, pode fazer as pessoas se sentirem humilhadas.

Um distribuidor de tv a cabo também está bloqueando a transmissão da série "Homeland", estrelada por Claire Danes, e de "Last Resort" por serem contra o interesse nacional. Os boicotes são a mais recente forma de censura não oficial no país conservador, onde o YouTube foi bloqueado por quatro meses devido ao trailer do filme americano, considerado ofensivo aos muçulmanos.

"A Hora Mais Escura" chegou ao topo das bilheterias americanas e recebeu cinco indicações ao Oscar. Mas no Paquistão a ação para matar Bin Laden é considerada um dos incidentes mais constrangedores da história do país.
Uma equipe SEAL da marinha americana matou o chefe da Al-Qaeda em seu esconderijo, localizado perto de uma academia militar do país, no dia 2 de maio de 2011, constrangendo os líderes paquistaneses, que insistiam que Bin Laden estava morto e expondo seu exército a acusações de incompetência e conluio com a Al-Qaeda.

"Nós não trouxemos e mais ninguém comprou 'A Hora Mais Escura'", afirmou Mohsin Yaseen, um representante da distribuidora de filmes Cinepax. Ele descreveu a produção como "pró-americana", apesar das controvérsias nos Estados Unidos sobre as chamadas "técnicas de interrogação avançadas", amplamente vistas como tortura. "Ele tem várias cenas que poderia nos fazer sentir humilhados. É contra os interesses da nação paquistanesa", afirmou Yaseen.

O chefe do Conselho de Censores do Filmes disse à AFP que não analisou "A Hora Mais Escura" porque não houve nenhum pedido para isso. Em 2010, os censores baniram a comédia indiana de Bollywood "Tere bin Laden", que satirizava o líder da Al-Qaeda, sob alegações de que poderia ofender muçulmanos e incitar ataques suicidas.

A Max Media, que tem os direitos no Paquistão da rede de televisão a cabo Star World, se recusa a transmitir "Homeland" e o drama "Last Resort". Enquanto "Last Resort" mostra ataques nucleares americanos contra o Paquistão, o país é citado apenas brevemente em "Homeland", série estrelada por Damian Lewis, um militar americano que também é suspeito de ser um agente da Al-Qaeda.

"Acreditamos fortemente que programas como 'Homeland' e 'Last Resort' são contra nosso interesse nacional, valores culturais e ideologia", afirmou um funcionário da Max Media que não quis se identificar. Ele disse que os programas foram suspensos de acordo com um código de conduta da Autoridade Reguladora de Mídia Eletrônica do Paquistão e advertiu que mesmo "uma referência vaga sobre o Islã pode inflamar a violência no Paquistão".

Mas um próspero comércio de DVDs piratas permite que paquistaneses assistam o que quiserem na privacidade de suas casas, e "A Hora Mais Escura", "Homeland" e "Last Resort" são grandes vendedores. "Não temos quaisquer ameaças ou preocupações, e ninguém nos fez parar de vender esses DVDs", afirmou um vendedor em uma popular loja de Islamabad.
 
Fonte: AFP
 

 

Começa venda de ingressos para o Carnaval de Porto Alegre

Bilhetes custam R$ 10 e cada pessoa pode comprar até seis itens

Público formou filas para comprar ingresos para o Carnaval de Porto Alegre
Crédito: André Ávila
 
Centenas de pessoas formaram filas em frente ao Centro Municipal de Cultura, na avenida Erico Verissimo, 307, na manhã desta terça-feira, para garantir ingressos para o Carnaval de Porto Alegre 2013. A venda antecipada segue até esta quarta no mesmo local até às 17h, sem fechar ao meio-dia.

Ao todo, são sete mil ingressos disponibilizados para cada noite. São comercializados para os dois dias de desfile das escolas do Grupo Especial, que vão ocorrer nos dias 8 e 9 de fevereiro, e do Desfile das Campeãs, agendado para o dia 16 no Complexo Cultural do Porto Seco, na zona Norte da Capital.

Para a apresentação da muamba oficial, que será na madrugada e na noite de domingo, e os desfiles do Grupo Intermediário A, no dia 10, e do grupo de Acesso, dia 11, a entrada será gratuita. Cada pessoa pode comprar no máximo seis ingressos. Se sobrar, eles serão comercializados no dia das apresentações no Complexo Cultural do Porto Seco. Idoso têm descontos de 50%.

Com uma cadeira de praia, lanche e térmica de café, Eronita da Rosa Lacerda, de 66 anos, chegou às 15h da tarde de segunda-feira para garantir um bom lugar na fila. Entre as dez escolas do grupo Especial que vão passar pelo Porto Seco, a atenção especial é para a Bamba da Orgia, que encerra a primeira noite de desfiles. Assim como faz todos os anos, ela espera chegar cedo para conseguir um bom lugar.

O diretor de manifestações culturais da Secretaria Municipal de Cultura, Joaquim Lucena, acompanhou a movimentação e as vendas. Ele destacou que o público aprovou a troca de local, já que inicialmente a venda ocorreria na Usina do Gasômetro. Sobre a festa, ele reconheceu que há uma certa dificuldade em preparar o carnaval quando ele ocorre no início do ano. Os transtornos são ainda maiores para as escolas que precisaram correr contra o tempo para se organizarem.

Lucena também falou sobre a tragédia de Santa Maria. Ele lembrou que se o Carnaval fosse meramente lúdico, como festa, deveria ser cancelado. Porém, ele lembrou que há muitas pessoas envolvidas e dependendo deste evento financeiramente. “O Carnaval também é um negócio muito grande. As escolas estão ali para disputar um título”, explicou ele.
 
Fonte: Mauren Xavier / Correio do Povo
 

 

Começa a valer norma mais rígida para a lei seca

Motorista apanhado com qualquer concentração de álcool no organismo será autuado por infração gravíssima

Motorista apanhado com qualquer concentração de álcool no organismo será autuado por infração gravíssima
Crédito: Valter Campanato / ABr / CP
 
A tolerância zero no trânsito em relação ao consumo de bebidas alcoólicas agora é para valer. O motorista que for apanhado com qualquer concentração de álcool no organismo, mesmo causada por um simples bombom de licor, será autuado por infração gravíssima. Se o teor alcoólico estiver acima de 0,34 miligramas por litro de ar (ou seis decigramas por litro de sangue), o equivalente a seis latinhas de cerveja ou três doses de uísque, em média, além das penas administrativas, o motorista responderá a processo criminal, podendo pegar de seis meses a três anos de prisão, mais pagamento de multa e cassação da carteira de habilitação.

As medidas estão previstas na Resolução 432 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada nesta terça-feira no Diário Oficial da União, e serão aplicadas imediatamente pelos agentes de trânsito nas blitze de todo o País, inclusive no próximo feriado de Carnaval, período de maior concentração dos acidentes por embriaguez, segundo informou o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. "Sabemos que não se reduz os acidentes por decreto, mas é preciso dar um basta à violência do trânsito", disse ele. "O grande objetivo é mudar a postura da sociedade em relação ao risco do uso do álcool ao volante", explicou.

A medida anunciada nesta terça acaba com a margem de tolerância de um décimo de miligrama (0,10) de álcool por litro de ar, permitida anteriormente pelo Decreto 6.488/2008, quando o condutor assoprava o bafômetro, e de no máximo duas decigramas por litro de sangue, no caso de exames. A Lei Seca (12.760/2012) impôs ao Contran determinar a nova margem de tolerância, definida agora pela Resolução 432. A penalidade após autuação fixa multa de R$ 1.915,30, recolhimento da habilitação, suspensão do direito de dirigir por 12 meses, além da retenção do veículo, até a apresentação de condutor habilitado. Em reincidência, dentro de um ano, o valor da multa será duplicado e poderá chegar a R$ 3.830,60.

Na hipótese de o motorista se negar a fazer o teste do bafômetro, o agente de fiscalização poderá aplicar a autuação administrativa e preencher o questionário de "Sinais de Alteração da Capacidade Psicomotora", que será anexado à autuação. Nesse caso, o condutor também poderá ser encaminhado à delegacia. O questionário apresenta informações como aparência do condutor, sinais de sonolência, olhos vermelhos, odor de álcool, agressividade, senso de orientação, fala alterada, entre outras características.

Fonte: AE

 

#Férias!!!


Gestores articulam qualificação profissional para projeto da Celulose Riograndense

A Celulose Riograndense promoveu na quinta-feira, 17 de janeiro, um encontro, na sede da empresa, em Guaíba com 23 prefeitos da região Metropolitana e Carbonífera e teve também as presenças dos secretários de Estado Afonso Motta, do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, e Luis Augusto Lara, do Trabalho e do Desenvolvimento Social. Guaíba esteve representada pelo prefeito Henrique Tavares; pela secretária da Assistência Social, Luciana Kubiaki, pelo secretário especial de Gestão e Promoção de Investimento, Luis Gustavo Lopes; e pelo assessor Beto Scalco.

O diretor-presidente da Celulose Riograndense, Walter Lídio Nunes, destacou que o motivo do encontro era articular os gestores a fim de que os Municípios qualifiquem mão-de-obra necessária para atender a demanda que será criada com a expansão da empresa. Foi estimado em 8,4 mil o número de trabalhadores necessários durante todo o prazo de consolidação do empreendimento, sendo cerca de 6 mil para a área da construção civil, e outros 2,4 mil para o setor metalomecânico. - O engajamento das prefeituras em suas respectivas comunidades é essencial – afirma Lídio.

O prefeito Henrique Tavares falou da experiência em Guaíba que já vem, desde dezembro do ano passado, fazendo um trabalhando de campo, visitando cada bairro da cidade para divulgar os cursos e inscrever os candidatos. Ainda no encontro, foi divulgado estudo de mercado, contratado pela CMPC, sobre a mão de obra para atender a demanda do Projeto Guaíba 2. A obra começará este ano com previsão de inauguração em março de 2015. 

Também foi apresentado o Plano de Qualificação de Trabalhadores para o Guaíba 2 dentro do Pacto Gaúcho pela Educação, que articula diversas instituições para promover oportunidades de qualificação profissional.

Afonso Motta disse que a iniciativa vai além da geração de empregos. - Não é apenas a geração de emprego que interessa. Mas também a formação, o exemplo, a valorização do trabalhador e sua auto-estima, a inclusão e o consumo - disse.
- Temos uma chance enorme de garantir que as pessoas não apenas se qualifiquem, principalmente aquelas de menor renda e que estão em programas sociais, mas sobretudo que elas saiam dos cursos já empregadas – destacou o secretário Lara.

As capacitações têm o objetivo de atrair e aproveitar trabalhadores locais que, na sua maioria, já saem com o emprego garantido no empreendimento da CMPC Celulose Riograndense. São organizados pelos poderes federal, estadual e municipal, além de entidades como o Senai (que realiza os cursos de aproximadamente três meses nas cidades ou regiões) e sindicatos de classe.
- Não basta apenas os recursos financeiros, mas também o apoio das autoridades municipais e estaduais, sobretudo no sentido de qualificarmos a mão de obra necessária, o que vai gerar emprego e renda para milhares de pessoas em todas essas 23 cidades que estão se agregando ao empreendimento – finalizou Walter Lídio Nunes.



O Planeta Atlântida RS vai rolar nos dias 15 e 16 de fevereiro!


Pense Nisso!!! #LUTO


segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Dono da boate Kiss está internado em Cruz Alta devido à intoxicação

Advogado do empresário diz que é preciso "cuidado e cautela" para falar sobre a tragédia

Incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, deixou mortos e feridos em estado grave
Crédito: Jefferson Bernardes / AFP / CP
 
Um dos proprietários da boate Kiss de Santa Maria, palco da tragédia na madrugada desse domingo, está hospitalizado no município de Cruz Alta, no Alto Jacuí, após um quadro de intoxicação pela fumaça causada pelas chamas. O fogo deixou um trágico saldo de 231 mortos e 144 pessoas internadas.

• Saiba como ajudar: socorro a Santa Maria mobiliza o RS

O advogado Jader Marques que defende Elissandro Spohr - um dos sócios da casa noturna conhecido como Kiko - afirmou que o cliente buscou tratamento em outra cidade em função da gravidade dos casos atendidos em Santa Maria. “O meu cliente desde ontem (domingo), depois de trabalhar incansavelmente no ocorrido, por recomendação médica, recebe o tratamento que todos recebem, que é para intoxicação da fumaça. Chegou um momento em que ele não conseguia mais respirar, controlar a tosse, então ele teve que se submeter ao tratamento”, relatou o defensor em entrevista à Rádio Guaíba nesta segunda-feira.

Conforme Marques, Spohr prestou depoimento à polícia ainda no domingo. O outro dono do estabelecimento, no entanto, não foi localizado. “Ele compareceu, se apresentou, prestou depoimento e está disposto a prestar esclarecimentos. Não é necessário nesse momento impor isso por força às exigências que a polícia queira. Basta contato com os advogados, que nós temos todo o interesse em levar as informações, nós queremos colaborar”, ponderou.

Marques pediu cuidado para tratar sobre o caso e evitou fornecer detalhes sobre a defesa que irá adotar. “O que temos que fazer agora é dar todo o apoio para essas famílias que estão sofrendo essa perda. Nós não vamos apoiar essas pessoas fazendo o levantamento de situações ainda não bem verificadas, apontando culpados, responsáveis”, ressaltou. “Há um trabalho policial, pericial, de acusação, de defesa, e que precisa de tempo e cautela”, avaliou.

Incêndio teria começado com sinalizador

O incêndio na boate Kiss – que fica na Rua dos Andradas, Centro de Santa Maria – começou por volta das 2h30min deste domingo. Cerca de 1,5 mil pessoas estariam no local, a maioria participando de uma festa organizada por estudantes da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Segundo testemunhas, o fogo teria começado quando um dos integrantes da banda Gurizada Fandangueira, que acabara de subir ao palco, lançou um sinalizador. O comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Guido Pedroso de Melo, afirmou que o objeto teria enconstado numa forração de isopor.

As pessoas não teriam percebido o fogo de imediato, mas assim que o incêndio se espalhou, a correria teve início. Testemunhas relataram que, a princípio, parecia uma briga e os seguranças fizeram um cordão de bloqueio. Mas, quando viram que era um incêndio, liberaram a passagem.

Conforme relatos, os extintores posicionados na frente do palco não funcionaram e a pessoas tiveram que recorrer a equipamentos que ficavam mais distantes. Em pânico, muitos não conseguiram encontrar a única porta de saída do local e correram para os banheiros. Aqueles que conseguiram fugir em direção à saída, ficaram presos nos corrimões, usados para organizar as filas. A boate foi tomada por uma fumaça preta e as pessoas não conseguiam enxergar nada.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a maioria morreu asfixiada dentro dos banheiros ou na parte dos fundos da boate. Os próprios socorristas passaram mal em razão da fuligem. Muita gente que conseguiu escapar voltou para ajudar os outros, como o dentista Matheus Bortolotto.

Os sobreviventes foram levados para o Hospital de Caridade, o Hospital Universitario de Santa Maria (HUSM) e o Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Os feridos em situação mais grave foram encaminhados a instituições de saúde de Porto Alegre. Os corpos foram encaminhados ao ginásio municipal para reconhecimento por familiares.
 
 
Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba  

 

Prefeitura de Santa Maria revisa lista e confirma 231 mortos em incêndio

Através de nota, órgão diz que houve "duplicidade" em alguns nomes

Vítimas de incêndio em boate são sepultadas em Santa Maria
Crédito: Antonio Scorza / AFP / CP
 
A Prefeitura de Santa Maria divulgou às 11h desta segunda-feira nova nota oficial onde afirma ter revisado o número de mortos após o incêndio na boate Kiss na madrugada de domingo. "Devido a duplicidade de nomes na lista das vítimas fatais, o número de mortos é de 231 e não de 236 conforme divulgado anteriormente", diz o texto. Pelo menos 144 pessoas seguem hospitalizadas.

• Saiba como ajudar: socorro a Santa Maria mobiliza o RS

O incêndio na boate Kiss – que fica na Rua dos Andradas, Centro de Santa Maria – começou por volta das 2h30min deste domingo. Cerca de 1,5 mil pessoas estariam no local, a maioria participando de uma festa organizada por estudantes da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Segundo testemunhas, o fogo teria começado quando um dos integrantes da banda Gurizada Fandangueira, que acabara de subir ao palco, lançou um sinalizador. O comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Guido Pedroso de Melo, afirmou que o objeto teria enconstado numa forração de isopor.

As pessoas não teriam percebido o fogo de imediato, mas assim que o incêndio se espalhou, a correria teve início. Testemunhas relataram que, a princípio, parecia uma briga e os seguranças fizeram um cordão de bloqueio. Mas, quando viram que era um incêndio, liberaram a passagem.

Conforme relatos, os extintores posicionados na frente do palco não funcionaram e a pessoas tiveram que recorrer a equipamentos que ficavam mais distantes. Em pânico, muitos não conseguiram encontrar a única porta de saída do local e correram para os banheiros. Aqueles que conseguiram fugir em direção à saída, ficaram presos nos corrimões, usados para organizar as filas. A boate foi tomada por uma fumaça preta e as pessoas não conseguiam enxergar nada.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a maioria morreu asfixiada dentro dos banheiros ou na parte dos fundos da boate. Os próprios socorristas passaram mal em razão da fuligem. Muita gente que conseguiu escapar voltou para ajudar os outros, como o dentista Matheus Bortolotto.

Os sobreviventes foram levados para o Hospital de Caridade, o Hospital Universitario de Santa Maria (HUSM) e o Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Os feridos em situação mais grave foram encaminhados a instituições de saúde de Porto Alegre. Os corpos foram encaminhados ao ginásio municipal para reconhecimento por familiares.
 
 
Fonte: Correio do Povo 

 

Choro e emoção marcam dia seguinte à tragédia em Santa Maria

Mulher se desespera durante velório no ginásio de Santa Maria
Crédito: Jefferson Bernardes / AFP / CP
 
O dia seguinte à tragédia em que 231 pessoas morreram e 144 ficaram feridas em incêndio na boate Kiss de Santa Maria, região central do Estado, foi marcado por choro e emoção em velórios e sepultamentos que ocorreram nesta segunda-feira em diferentes cidades gaúchas.

O incêndio na boate Kiss – que fica na Rua dos Andradas, Centro de Santa Maria – começou por volta das 2h30min deste domingo. Cerca de 1,5 mil pessoas estariam no local, a maioria participando de uma festa organizada por estudantes da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Segundo testemunhas, o fogo teria começado quando um dos integrantes da banda Gurizada Fandangueira, que acabara de subir ao palco, lançou um sinalizador. O comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Guido Pedroso de Melo, afirmou que o objeto teria enconstado numa forração de isopor.

As pessoas não teriam percebido o fogo de imediato, mas assim que o incêndio se espalhou, a correria teve início. Testemunhas relataram que, a princípio, parecia uma briga e os seguranças fizeram um cordão de bloqueio. Mas, quando viram que era um incêndio, liberaram a passagem.

Conforme relatos, os extintores posicionados na frente do palco não funcionaram e a pessoas tiveram que recorrer a equipamentos que ficavam mais distantes. Em pânico, muitos não conseguiram encontrar a única porta de saída do local e correram para os banheiros. Aqueles que conseguiram fugir em direção à saída, ficaram presos nos corrimões, usados para organizar as filas. A boate foi tomada por uma fumaça preta e as pessoas não conseguiam enxergar nada.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a maioria morreu asfixiada dentro dos banheiros ou na parte dos fundos da boate. Os próprios socorristas passaram mal em razão da fuligem. Muita gente que conseguiu escapar voltou para ajudar os outros, como o dentista Matheus Bortolotto.

Os sobreviventes foram levados para o Hospital de Caridade, o Hospital Universitario de Santa Maria (HUSM) e o Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Os feridos em situação mais grave foram encaminhados a instituições de saúde de Porto Alegre. Os corpos foram encaminhados ao ginásio municipal para reconhecimento por familiares.



Familiares e amigos se despediram das vítimas de incêndio / Foto: Jefferson Bernardes / AFP / CP


Amigos carregam caixão no cemitério municipal de Santa Maria / Foto: Tarsila Pereira
 
 
 
Fonte: Correio do Povo  

Rubén Aguirre, o Professor Girafales, presta homenagens as vítimas da tragédia em Santa Maria/RS, em seu Twitter


Governo pede doações de sangue RH Negativo

Hemocentros querem repor estoques para auxiliar vítimas do incêndio em Santa Maria

O governo do Estado solicitou na manhã desta segunda-feira a doação de sangue RH Negativo nos hemocentros do Rio Grande do Sul, a fim de repor os estoques para auxiliar as vítimas do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria. A tragédia deixou um saldo de 231 mortos e mais de 100 de feridos.

Segundo o Palácio Piratini, todos os hemocentros públicos e bancos de sangue privados têm recebido um grande fluxo de doadores, inclusive, além de suas capacidades de atendimento. Outras doações devem ser agendadas previamente ao longo da semana pelo telefone (51) 3336.6755. Na Capital, o Hemocentro do Estado está localizado na avenida Bento Gonçalves, 3722, bairro Partenon.

Além disso, também nesta segunda, a prefeitura de Santa Maria disponibilizou uma linha telefônica para auxiliar e prestar informações aos familiares das vítimas do incêndio na boate Kiss e às pessoas que moram em outros municípios ou estados do Brasil. Os atendimentos estão sendo feitos pelo telefone (55) 3921-7144 . Uma equipe foi direcionada exclusivamente para atender a demanda de informações que chega a todo o momento. A ligação pode ser feita a cobrar, digitando, antes, o número 9090.

A Defesa Civil pede que os voluntários à disposição para prestar socorro aos feridos em Santa Maria liguem para o telefone (51) 3210-4219. Um cadastro está sendo realizado para possível chamada da corporação. Diversos profissionais da área da saúde já se ofereceram para ajudar, inclusive pessoas de outros estados.

Psicólogos também podem auxiliar

Psicólogos que tiverem interesse em atuar como voluntários no apoio aos familiares da tragédia devem entrar em contato com o Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul (CRPRS). Os interessados deverão informar nome, telefone de contato e disponibilidade para o trabalho. Quem tiver disponibilidade para trabalhar em Santa Maria deve entrar em contato com a Subsede Centro-Oeste, pelo telefone (55) 3219-5299. Para atuar em Porto Alegre, o contato deve ser feito pelo telefone (51) 3334-6799, ramal 242.

Confira a lista completa dos hemocentros no Estado

- Porto Alegre
Av. Bento Gonçalves, 3722 - Partenon - Porto Alegre

- Santa Maria
Alameda Santiago do Chile, 35 - Bairro Nossa Sra. De Lourdes

- Alegrete
Rua Gen. Sampaio, 10 - Bairro Canudos

- Caxias do Sul
Rua Ernesto Alves, 2260 - Centro

- Cruz Alta
Rua Barão do Rio Branco, 1445

- Palmeira das Missões
Rua Nassib Nassif esquina Gen. Osório, 351

- Passo Fundo
Av. Sete de Setembro, 1055 - Centro

- Pelotas
Av. Bento Gonçalves, 4569 - Centro

- Santa Rosa
Rua Boa Vista,401 - Centro


Fonte: Correio do Povo 

Papa diz estar "consternado" por tragédia em boate em Santa Maria

Bento XVI mandou telegrama ao arcebispo da cidade, monsenhor Hélio Adelar Rubert

O papa Bento XVI disse estar "consternado" pelo trágico incêndio ocorrido na boate Kiss em Santa Maria, no Centro do Estado. A mensagem foi divulgada nesta segunda-feira através de uma telegrama. A tragédia provocou a morte de 231 pessoas.

• Saiba como ajudar: socorro a Santa Maria mobiliza o RS

O texto foi enviado em nome do pontífice pelo secretário de Estado, cardeal Tarcisio Bertone, ao arcebispo da cidade de Santa Maria, monsenhor Hélio Adelar Rubert. "Consternado pela trágica morte de centenas de jovens em um incêndio em Santa Maria, o Sumo Pontífice pede que sejam transmitidos aos familiares das vítimas seus pêsames e participação na dor de todos os atingidos", diz o documento divulgado pelo gabinete de imprensa do Vaticano. "Confio a Deus Pai Misericordioso os falecidos e peço ao Céu conforto e melhoras para os feridos".

O incêndio na casa noturna, repleta de estudantes universitários deixou ao menos 231 mortos na madrugada do último domingo. O fogo começou por volta das 2h30min. Cerca de 1,5 mil pessoas estariam no local, a maioria participando de uma festa organizada por estudantes da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Segundo testemunhas, as chamas teriam começado quando um dos integrantes da banda Gurizada Fandangueira, que acabara de subir ao palco, lançou um sinalizador. O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Guido Pedroso de Melo, afirmou que o objeto teria enconstado numa forração de isopor.

As pessoas não teriam percebido o fogo de imediato, mas assim que o incêndio se espalhou, a correria teve início. Testemunhas relataram que, a princípio, parecia uma briga e os seguranças fizeram um cordão de bloqueio. Mas, quando viram que era um incêndio, liberaram a passagem.

Conforme relatos, os extintores posicionados na frente do palco não funcionaram e a pessoas tiveram que recorrer a equipamentos que ficavam mais distantes. Em pânico, muitos não conseguiram encontrar a única porta de saída do local e correram para os banheiros. Aqueles que conseguiram fugir em direção à saída, ficaram presos nos corrimões, usados para organizar as filas. A boate foi tomada por uma fumaça preta e as pessoas não conseguiam enxergar nada. A maioria morreu asfixiada no tumulto.


Fonte: AFP

Três são presos por incêndio em boate de Santa Maria

Promotor do município solicitou quatro mandados de prisão temporária

Mandados de prisão temporária foram solicitados pelo promotor do município
Crédito: JB / AFP / CP
 
O promotor do Ministério Público Joel Oliveira Dutra solicitou a prisão temporária de quatro pessoas investigadas pelo incêndio da boate Kiss, que deixou ao menos 231 pessoas mortas em Santa Maria, na região central do Estado. Um dos administradores Elissandro Spohr, conhecido como Kiko; está detido sob custódia no município de Cruz Alta; foram presos dois integrantes da banda Gurizada Fandangueira que se apresentava no momento do sinistro – Luciano Leão e Marcelo de Jesus Santos. Um dos sócios do local, Mauro Offman, deve se apresentar na tarde desta segunda-feira.

• Saiba como ajudar: socorro a Santa Maria mobiliza o RS


Segundo informações preliminares, três dos presos foram encontrados nas cidades de São Pedro do Sul, Mata e Cruz Alta. Nesse último município está Elissandro Spohr, que recebe atendimento médico.

De acordo com o delegado Marcelo Arigony, a Polícia Civil não encontrou imagens das câmeras de monitoramento da boate Kiss. Os policiais buscaram as imagens nas casas dos proprietários, mas foram informados que os dispositivos não funcionam há meses. Cerca de 20 testemunhas foram ouvidas, todas sobreviventes do incêndio em Santa Maria.

O chefe da Polícia Civil, delegado Ranolfo Vieira Jr., afirmou que irá até o local do incêndio antes de seguir com a investigação. Ele evitou dar prazo para a finalização do inquérito. "Neste momento, precisamos trabalhar com muita tranquilidade e serenidade. Tenho certeza de que vamos encontrar a verdade verdadeira dessa história", disse.

Na manhã desta segunda-feira, foram realizados somente em Santa Maria 40 sepultamentos. Também foram enterrados os corpos de cinco jovens naturais de Santo Ângelo, na região das Missões.

Varredura nas redes sociais


Vieira Jr. revelou que solicitou o rastreamento das redes sociais, à procura de pessoas que tenham sobrevivido ao incêndio. "Queremos verificar postagens dessas pessoas que estiveram na cena do crime. Queremos realizar um trabalho forte para ouvir aqueles que testemunharam o fato", esclareceu. 

O delegado da Polícia Civil responsável pelo setor de inteligência, Emerson Wendt, destacou que mais de 18 páginas foram reunidas com postagens de pessoas que estiveram no incêndio. "Todas essas pessoas serão chamadas para prestar depoimento", acrescentou Wendt.

Para dar seguimento à investigação, Vieira Jr. destacou que será importante verificar o que a legislação diz sobre casos de incêndios em danceterias e analisar a lei do município. "Tudo isso estará no bojo da investigação. Queremos buscar a verdade plena em um breve espaço de tempo", frisou.

Com informações dos repórteres Renato Oliveira e Paulo Roberto Tavares
Fonte: Correio do Povo 
 

 

Prefeito de Santa Maria condena shows com pirotecnia após tragédia

Cezar Schirmer considerou uma fatalidade incêndio na boate Kiss

Prefeito de Santa Maria condena shows com pirotecnia após tragédia
Crédito: Jefferson Bernardes / AFP / CP
 
O prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer, afirmou na manhã desta segunda-feira que a boate Kiss, palco da tragédia que deixou ao menos 231 pessoas mortas nesse domingo, tinha todos os documentos e registros que a prefeitura exige para o funcionamento. Ele classificou o episódio como fatalidade, mas falou na proibição do uso de fogos de artifícios e sinalizadores em ambientes fechados. "Ouvi um especialista em segurança afirmar que shows pirotécnicos são a principal causa de incêndios em danceterias e que essa iniciativa não é proibida. Se isso de fato acontece, precisamos banir o uso desses dispositivos em apresentações. Essa tragédia precisa servir de lição", afirmou em entrevista coletiva.    

• Saiba como ajudar: socorro a Santa Maria mobiliza o RS

Schirmer destacou ainda que não houve problema de fiscalização na boate Kiss. "Por mais que exista regularidade e que todos os documentos estejam em dia, às vezes, existem circunstâncias que causam a tragédia. Houve problemas na saída e mais de 90% das vítimas morreu por asfixia. Talvez se o incêndio fosse grande, as pessoas teriam percebido rapidamente", argumentou.

O prefeito de Santa Maria garantiu que dará apoio irrestrito aos familiares das vítimas do incêndio. Carros da prefeitura foram disponibilizados para as pessoas que chegam de fora da cidade e querem seguir para os hospitais do município.

Schirmer assegurou que haverá auxílio aos familiares para o sepultamento das vítimas da tragédia. “Tanto a associação das funerárias quanto a prefeitura dará qualquer cobertura financeira”, afirmou.
 
 
Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba  

 

Governo cogita utilizar bancos de pele da América do Sul

Ministro da Saúde afirmou que prioridade é aliviar sofrimento dos familiares

Prioridade é aliviar sofrimento dos familiares
Crédito: Tarsila Pereira
 
O ministro da Sáude, Alexandre Padilha, afirmou na manhã desta segunda-feira que já entrou em contato com bancos de pele no Brasil e na América do Sul para ajudar os queimados no incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, que deixou pelo menos 121 feridos e 231 mortos. "Já telefonei para hospitais do Brasil para buscar bancos de peles, que podem ser necessários. Durante a madrugada, entrei em contato com os ministérios da Argentina, Uruguai e Peru pelo mesmo motivo. São pessoas que estão em estado grave e que precisavam de atendimento fora de Santa Maria", disse em entrevista coletiva. 

• Lista de nomes das vítimas

• Saiba como ajudar: socorro a Santa Maria mobiliza o RS

Conforme Padilha, a prioridade do ministério é aliviar o sofrimento dos familiares. "Temos uma nova estrutura que será montada com a chegada de cinco médicos e cinco enfermeiros do hospital Albert Einstein de São Paulo. Além disso, já montamos um trabalho de ajuda psicológica em hospitais de Santa Maria. Tivemos pessoas com variações em sintomas de diabetes e choques emocionais", explicou.

Durante a madrugada desta segunda-feira, sete feridos foram encaminhados a Porto Alegre para receber atendimentos em hospitais da Capital. "Estamos analisando a necessidade de transferir mais sete pessoas ainda hoje. Neste momento, temos 82 pacientes em Santa Maria, 37 em Porto Alegre e dois em Canoas. Entre essas pessoas, 40 contam com o auxílio de ventiladores mecânicos para respirar. São vítimas que estão em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) e precisam de cuidados permanentes", argumentou.  
 
 
Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba 
 

 

Órgãos de saúde alertam para pneumonia química em sobreviventes

Vítimas podem apresentar fortes tosses e falta de ar em até 72 horas 

Órgãos de saúde alertam para pneumonia química em sobreviventes
Crédito: Tarsila Pereira
 
Órgãos de saúde alertam que os sobreviventes do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, que matou ao menos 231 pessoas, devem ficar atentos para possíveis doenças respiratórias decorrentes da inalação da fumaça tóxica, como bronqueolite e a chamada pneumonia química.

• Saiba como ajudar as vítimas

O ministro da Sáude, Alexandre Padilha, disse que os casos podem ser graves e aumentar o número de hospitalizados. Os sobreviventes da tragédia podem apresentar fortes tosses e falta de ar em até 72 horas. Nesses casos, recomenda-se que as vítimas procurem atendimento médico.

Baseado nas informações divulgadas pelo Corpo de Bombeiros, o médico chefe do setor de Pneumologia da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, Adalberto Sperb Rubin, explica que a danceteria Kiss tornou-se uma câmara de gás. Segundo ele, corpo humano  suporta poucos minutos antes do óbito por insuficiência respiratória. "Devido ao calor das chamas, a espuma de isolamento acústico libera uma fumaça tóxica, os brônquios se fecham e a pessoa para de respirar. A boate virou uma câmara de gás", disse.

Em um local sem ventilação externa, como a Kiss, se o cliente não sair da danceteria rapidamente, inalará a fumaça e os pulmões deixarão de funcionar. "Sem oxigênio, apesar de não ter uma regra, em, no máximo, quatro minutos, a morte é uma consequência quase certa", relata, ao se referir sobre os prejuízos ao corpo humano causados pela fumaça.  
 
 
Fonte: Correio do Povo  

 

“Sinfonia de telefones” comove durante buscas em Santa Maria

Após conseguir sair do prédio em chamas, dentista voltou à boate para ajudar no resgate

Sinfonia de telefones comove durante buscas em Santa Maria
Crédito: Um Santamariense/ Facebook / Divulgação
 
O resgate das vítimas do incêndio na boate Kiss foi marcado por violência e cenas chocantes. Além, de derrubarem paredes para entrar no prédio e enfrentar pilhas de corpos, integrantes das equipes de socorro informaram que centenas de telefones tocavam insistentemente junto aos corpos, muitos com ligações e mensagens de parentes e familiares.

• Saiba como ajudar as vítimas

De acordo com o governo do Estado, 231 pessoas morreram na boate. Outras três faleceram horas mais tarde, devido à intoxicação, totalizando, até o início da manhã desta segunda-feira, 234 mortes. O número de feridos passou de 100 e alguns foram transferidos para Porto Alegre ao longo de domingo e da madrugada de segunda-feira.

Apesar da cena dramática a qual vivenciou, o dentista Matheus Bortolotto foi uma das pessoas que, após sair da boate, voltou para ajudar outras vítimas. “Bombeiros também passaram mal, intoxicados pela fumaça. Um deles, sufocado, caiu na minha frente e o ajudei”, contou. Ele relatou que inclusive médicos que chegavam nas ambulâncias entravam no prédio em chamas tentando salvar vidas.

Na noite de domingo, o prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer, garantiu apoio financeiro aos familiares e sobreviventes da tragédia. “Não vamos medir esforços para minorar as angústias das pessoas e socorrer aquelas pessoas que estão feridas. Em ambas as áreas, tanto para as famílias quanto os sobreviventes, todos nós estamos trabalhando intensamente”, assegurou.
 
 
Fonte: Correio do Povo  

 

Carnaval de Porto Alegre pode ser transferido

Mudança seria em solidariedade às famílias das vítimas da tragédia em Santa Maria

Principal festa popular do Rio Grande do Sul, o Carnaval de Porto Alegre, previsto para ocorrer a partir do dia 9 de fevereiro, pode ser transferido em razão da tragédia que matou 231 pessoas e deixou centenas de feridos após um incêndio em uma boate, em Santa Maria, na região Central do Estado, na madrugada de domingo. A informação é do presidente da Associação das Entidades Carnavalescas de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul (Acepars), Vitor Hugo Amaro.

• Saiba como ajudar: socorro a Santa Maria mobiliza o RS

Amaro deve se reunir nesta segunda-feira com o secretário de Cultura, Roque Jacoby e o prefeito em exercício Sebastião Melo, e já prevê que o ensaio oficial, conhecido como muamba, que ocorreria nesta sexta-feira e também no sábado, não será realizado em consideração à memória das vítimas e também em solidariedade aos familiares e amigos “Respeitaremos o luto de sete dias que o Estado decretou. Não tem como ter a muamba, não há clima, o Rio Grande está de luto”, ponderou.

Ainda segundo Amaro, a decisão sobre a transferência do Carnaval será tomada em conjunto com a prefeitura, mas para ele, como a festa será realizada em duas semanas, talvez não seja necessário alterar a data. “O Carnaval envolve muita gente que se dedica a isso o ano todo, empresas que investem, trabalhadores que dependem deste encontro. O ideal é não adiar, mas a decisão precisa ser pensada em conjunto”, destacou.

Presidente da União das Escolas de Samba do Grupo Especial de Porto Alegre (Ugespa), Juarez Gutierrez, ressalta que o Carnaval não deverá será afetado. No entanto, as duas entidades e o poder público estão em um embate para que a muamba ocorra. "Uma solução é empurrar o ensaio somente para o domingo, saindo do período de luto", sugeriu.

Conforme a assessoria do prefeito em exercício, em razão da tragédia e também do incêndio em 100 casas ocorrido na noite domingo no bairro Humaitá, na Capital, ainda nesta segunda-feira deve ser divulgado qual procedimento será adotado pelo executivo quando a muamba e o Carnaval. “Por enquanto, não há mudanças”, disse a assessoria.


Fonte: Wagner Machado / Correio do Povo 

Lady Gaga reza por vítimas do incêndio: #prayforSantaMaria

Em solidariedade, cantora postou foto no Twitter neste domingo

Lady Gaga se uniu às orações por vítimas de Santa Maria
Crédito: Reprodução / CP
 
A cantora Lady Gaga se uniu à corrente de solidariedade às vítimas do incêndio na madrugada deste domingo em Santa Maria – e que deixou mais de 230 mortos. À noite, ela postou uma foto rezando, com a hastag #prayforSantaMaria, que, em tradução livre, pode-se entender: reza por Santa Maria.

• A lista de nomes das vítimas
• Saiba como ajudar: socorro a Santa Maria mobiliza o RS

Hashtags sobre a tragédia em Santa Maria alcançaram o topo dos TTs ao longo do dia. Mobilizações via redes sociais também ocorreram nas redes sociais ao longo do dia, para arrecadar doações para os afetados pelo incêndio.

Também via Twitter, a Prefeitura Municipal de Santa Maria divulgou números de contato para ajudar.  
 
 
Fonte: Correio do Povo  

 

domingo, 27 de janeiro de 2013

Nota de pesar pelas mortes em incêndio em Santa Maria

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul manifesta seu mais profundo pesar e consternação pela tragédia ocorrida na madrugada deste domingo (27) na cidade de Santa Maria, com a perda de dezenas de vidas. O Parlamento gaúcho solidariza-se com as famílias das vítimas e com o município neste momento doloroso. 


Polícia busca proprietários para esclarecer tragédia em boate de SM

Delegado que coordena investigações trabalha na triagem inicial de depoimentos e identificação de corpos

A Polícia Civil prioriza os trabalhos de reconhecimento de vítimas, mas já iniciou investigações preliminares sobre as causas do incêndio na boate Kiss que matou pelo menos 232 pessoas em Santa Maria. De acordo com o delegado Sandro Meinerz, um dos coordenadores do caso, os proprietários da casa noturna estão sendo aguardados para esclarecer o ocorrido.

"Estamos trabalhando com várias frentes de investigação e mais de 100 policiais civis auxiliando, além do Instituto Geral de Perícias (IGP)", relatou o delegado. "O trabalho está centrado, primeiro, na identificação das pessoas mortas, já que muitas estavam sem documentos. Se não conseguirmos com familiares vai para a etapa de digitais e exame de DNA", salientou.

Conforme Meinerz, o fato de Santa Maria ser um centro universitário aumenta a complexidade da identificação em alguns casos. "Muitos que estavam no ambiente não eram oriundos do município. Para isso é preciso calma e aprofundamento na investigação pois familaires podem não estar na cidade", ponderou o delegado, salientando que não há previsão para que uma lista de vítimas seja divulgada.

"Ainda não há liberação de listagem de nomes, pois é preciso checar se pessoas que portavam documentos eram exatamente as proprietárias", explicou. "Sabemos que ocorre a entrada num local como esse com a documentação de terceiros por menore. Por isso, não há previsão", definiu o policial.

Meinerz frisou que aguarda o depoimento voluntários dos responsáveis pela boate antes de buscar algum tipo de intimação para depor. "Esperamos que nos procurem num primeiro momento, ou depois vamos trabalhar para localizá-los", comentou.

Não existe ainda hipóteses definidas para as causas da tragédia, conforme o delegado. "Estamos fazendo triagem das diversas informações, para identificar o que é verdadeiro ou não", avaliou. "Estamos entrevistando pessoas que trabalhavam para o estabelecimento e tenham recebido alguma informação no sentido de barrar ou não a saída, por exemplo. Estamos buscando testemunhas", detalhou Meinerz.


Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba

Plano de prevenção de incêndios de boate em SM estava vencido

Estabelecimento pediu renovação e estava liberado para funcionar até nova perícia

Plano de prevenção de incêndios de boate em SM estava vencido
Crédito: Tarsila Pereira
 
Cenário da tragédia que causou pelo menos 232 mortes em Santa Maria neste domingo, a danceteria Kiss estava com o Plano de Prevenção contra Incêndios vencido desde agosto do ano passado. De acordo com os bombeiros, o funcionamento do local estava regularizado, já que a avaliação de novo plano de prevenção foi solicitada, sendo normal permitir a abertura enquanto se aguarda nova perícia.

Segundo o Corpo de Bombeiros do município, contudo, os extintores não estavam funcionando e havia apenas uma saída para os frequentadores - a porta principal. “Falharam os extintores. Os primeiros que eram para funcionar, falharam. Aí até buscarem os outros, já era tarde", lamentou o bombeiro Rodrigo Rosa, que trabalhou na tragédia.

Segundo testemunhas, o fogo teria começado quando um dos integrantes de uma banda que acabara de subir ao palço lançou um sinalizador. O comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Guido Pedroso de Melo, afirmou que o objeto teria enconstado numa forração de isopor.

As pessoas não teriam percebido o fogo de imediato, mas assim que o incêndio se espalhou, a correria teve início. Testemunhas relataram que, a princípio, parecia uma briga e os seguranças fizeram um cordão de bloqueio. Mas, quando viram que era um incêndio, liberaram a passagem.

Em pânico, muitos não conseguiram encontrar a única porta de saída do local e correram para os banheiros. Aqueles que conseguiram fugir em direção à saída, ficaram presos nos corrimões, usados para organizar as filas. A boate foi tomada por uma fumaça preta e as pessoas não conseguiam enxergar nada.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a maioria morreu asfixiada dentro dos banheiros ou na parte dos fundos da boate. Os próprios socorristas passaram mal em razão da fuligem. Muita gente que conseguiu escapar voltou para ajudar os outros, como o dentista Matheus Bortolotto.

Com informações de Renato Oliveira/Correio do Povo.
Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba 
 

 

UFSM convoca psicólogos e assistentes sociais para atender familiares das vítimas

Incêndio na boate Kiss em Santa Maria deixou 232 mortos

A Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) convocou todos os psicólogos e assistentes sociais de seu quadro de servidores para prestar auxílio aos parentes das vítimas e sobreviventes do incêndio na Boate Kiss, no município de Santa Maria, no Centro do Estado, na madrugada deste domingo. Com 232 mortes confirmadas, o ocorrido é a maior tragédia já vista no Rio Grande do Sul.

Os profissionais deverão comparecer ao Centro Desportivo Municipal de Santa Maria, para onde foram levados os corpos das vítimas. Em nota divulgada à imprensa, a UFSM manifestou seu luto.

Uma das suspeitas é de que as chamas tenham começado por volta das 3h com um sinalizador disparado no palco da casa noturna. Segundo o Corpo de Bombeiros, o instrumento encostou em uma forração de isopor. Ainda conforme a corporação, os extintores de incêndio não estavam funcionando e havia apenas uma saída para os frequentadores - a porta principal. Houve tumulto na tentativa de fuga e muitas pessoas morreram pisoteadas.

Fonte: Agência Brasil

Feridos em incêndio em boate são transferidos para Porto Alegre

Fogo atingiu casa noturna em Santa Maria e deixou 232 mortos

Feridos após incêndio em Santa Maria foram transferidos para Porto Alegre
Crédito: Ricardo Giusti
 
Alguns dos feridos no incêndio na boate Kiss em Santa Maria, no Centro do Estado, foram transferidos para Porto Alegre no início da tarde deste domingo. As vítimas chegaram em um helicóptero, que pousou no Parque Ramiro Souto, na Redenção, para receber atendimento médico na Capital. Elas serão internadas na unidade de queimados do Hospital de Pronto Socorro (HPS).

O Hospital Universitário de Canoas, na região Metropolitana, já recebeu duas vítimas do incêndio. Outros dois deve chegar à Base Aérea nesta tarde. O prefeito Jairo Jorge decretou luto de três dias. “A tristeza invade nossos corações
neste domingo. Nossa solidariedade aos familiares dos 245 jovens de Santa Maria. Canoas está de luto”, disse o petista.

A Prefeitura de Porto Alegre ainda enviou a Santa Maria 12 respiradores artificiais para serem utilizados no atendimento aos pacientes. “Estamos solidários e enlutados com a tragédia em Santa Maria. Desejamos força e muita fé a todas as famílias e amigos das vítimas”, manifestou o vice-prefeito, Sebastião Melo.

Com 232 mortes confirmadas, o incêndio em Santa Maria é a maior tragédia já ocorrida no Rio Grande do Sul. Uma das suspeitas é de que as chamas tenham começado por volta das 3h com um sinalizador disparado no palco da casa noturna. Segundo o Corpo de Bombeiros, o instrumento encostou em uma forração de isopor. Ainda conforme a corporação, os extintores de incêndio não estavam funcionando e havia apenas uma saída para os frequentadores - a porta principal. Houve tumulto na tentativa de fuga e muitas pessoas morreram pisoteadas.
 
 
Fonte: Correio do Povo