Conforme a Brigada Militar, o bando deu pelo menos duas marretadas em vidros da unidade, para ter acesso ao local. Depois, mandaram clientes se deitar e renderam os funcionários. Eles pediram pelo dinheiro da agência.

Os criminosos levaram uma quantia em dinheiro não revelada pela polícia. Eles ainda levaram a arma e o colete do vigilante da agência.

De acordo com uma cliente que estava no local no momento do ataque, os bandidos mandaram todos baixar a cabeça e não olhar. Eles estavam com panos amarrados na altura da boca.

"Machucaram pelo menos duas pessoas com coronhadas, ainda pisaram duas vezes no meu braço enquanto eu estava deitada", disse a professora, que pediu para não ser identificada.

Depois da ação, os bandidos fugiram em um Prisma prata. A BM encontrou o veículo minutos depois, próximo ao Cemitério Municipal. Até o momento, ninguém foi preso.



Gaúcha